Resenha: Magia do Sangue [Primos O'Dwyer #3] – Nora Roberts


Há muitos anos, Branna O’Dwyer entregou seu amor a Finbar Burke. No entanto, o romance durou pouco. Uma maldição ligada ao sangue de suas famílias os proibiu de ficar juntos. Branna tentou preencher esse vazio com amigos e familiares, mas sabe que, sem Fin, sua vida nunca estará completa. Ele, por sua vez, passou os últimos doze anos viajando pelo mundo, focado exclusivamente no trabalho. Atormentados pela forte atração que nem a distância pôde aplacar, nenhum dos dois acha que um dia se entregará de novo ao amor. Entretanto, em meio às sombras que ameaçam destruir tudo o que eles consideram mais precioso, esse relacionamento sem futuro pode ser também a última esperança que lhes resta.

Magia do Sangue (Blood Magick) é o terceiro e último volume da trilogia Primos O'Dwyer, escrita pela Nora Roberts e publicada pela Editora Arqueiro. O enredo, repleto de magia e romance, dá à história o cenário perfeito para uma trama ágil e agradável.

Magia do Sangue é o volume que finaliza a trama iniciada em Bruxa da Noite. Na história, encontramos um círculo de 6 pessoas e, portanto, temos 3 livros abordando um dupla em cada. Desde o início, o grupo trava uma luta milenar contra um antigo e demoníaco bruxo das trevas, porém, até agora, nenhuma de suas poderosas tentativas surtiu o efeito esperado. Branna e Fin são dois dos membros mais poderosos do círculo e possuem um passado complicado, que acaba influenciando em sua relação atual. Ao mesmo tempo em que buscam todas as chances de derrotar Cabhan, acabam sendo forçados a lidar com esse passado nem tão distante. Estarem tão perto um do outro pode não ser a solução para os seus problemas, mas certamente lhes trará uma nova perspectiva, em quem sabe até…sua última chance.

O livro é narrado em terceira pessoa, com enfoque nos personagens Branna e Fin. Assim como nos livros anteriores, o livro retrata a vida de um respectivo casal e, portanto, são seus dramas que estarão em evidência. Este casal é o meu preferido desde o primeiro livro, mas só agora temos a oportunidade de conhecê-los melhor. Confesso que eu esperava mais desta história, ou melhor, esperava mais drama na história dos dois, já que o romance proibido tinha tudo para complicar a empreitada do círculo. A história acaba sendo agradável (como sempre são os romances da Nora), mas não traz tudo o que eu esperava, especialmente ao final, que só deixa um gostinho do dever cumprido.

Sou fã dos livros da Nora e os que abordam magia são os que mais me atraem. A trilogia Primos O'Dwyer é minha favorita e fico feliz por ter terminado, mas bem que eu gostaria de um quarto livro contando mais sobre a vida dos bruxos, especialmente o que acontece com Branna e Fin.

“– Nós somos os três. Projetamos nossa luz na escuridão, a procuramos nas sombras. E venceremos.
Por nosso sangue, nós venceremos – disseram juntos.”

1 comentários:

  1. Oi Ca, li o primeiro livro da trilogia e não consegui me conectar com a história, achei a parte mitologica muito mal trabalhada e o romance não me convenceu. Mas desde que li fiquei curiosa com a história de Branna e Fin e sempre tive a impressão que a história deles seria a mais interessante, mas pelo que percebi ela não é tudo o que nos esperávamos né? Bom, definitivamente eu desisto de seguir em frente com essa série :( Nora não é para mim!

    ResponderExcluir

Gostou do post? Por que não faz um comentário e deixa uma blogueira feliz? :)