Resenha: Apenas um ano – Gayle Forman


Em Apenas um Dia, os momentos de paixão entre Allyson e Willem foram interrompidos de maneira abrupta, lançando a jovem em um abismo de questionamentos e dor. Agora a história é contada pela voz de Willem. Sem saber exatamente o que o atraiu na garota de olhos grandes e jeito comportado, o rapaz inicia uma busca obsessiva por pistas que levem até a sua Lulu mesmo sem saber sequer o seu nome verdadeiro. Enquanto tenta compreender o mistério que os separou, Willem se esforça para costurar relacionamentos desgastados e procura respostas para o futuro. Mais do que uma aventura de verão, o encontro em Paris significou para ele o início da vida adulta. Da mesma autora dos best-sellers Se Eu Ficar e Para Onde Ela Foi.
Apenas um Ano reúne todos os ingredientes de um romance imperdível: viagens, saudade, encontros, desencontros e amor.

Lançado no mês de maio pela Editora Novo Conceito, Apenas um ano (título original: Just one year) conta a história iniciada no livro Apenas um dia, sob a perspectiva de um segundo personagem. Da autora de Se Eu Ficar, o romance ao estilo road trip, mais uma vez consegue trazer ao leitor o lado instrospectivo de uma viagem pelo mundo, que pode funcionar muito bem como fuga.
Leia também a resenha de Apenas um dia.

Conheci Apenas um dia, o livro que antecede Apenas um ano, no mês passado. A leitura acabou me saindo mais prazerosa do que eu esperava. Embora ação não seja uma palavra que se aplica ao romance, a história se desenrola de uma forma muito interessante, e bastante reflexiva. No livro anterior, conhecemos a trajetória de Allyson, que em viagem pela Europa acabou encontrando Willem, o garoto desgarrado e com uma filosofia de vida muito diferente do que ela sequer poderia imaginar. Em apenas um dia, Allyson vive mais emoções ao lado de Willem do que em toda a sua vida, mas um desencontro põe fim ao breve novo lado de Allyson, que volta para a casa sozinha e com um novo rosto habitando seus pensamentos. Enquanto isso, Willem está vivendo e convivendo com as consequências daquele encontro e desencontro, e é aí que Apenas um ano se inicia.

Aos olhos de Allyson, Willem é a personificação de um estado de espírito: o de liberdade; aos olhos do leitor, Willem é uma incógnita. Talvez ele não seja tão livre quanto aparenta, mas ainda assim, ele sabe bem como afastar a rotina e experimentar coisas novas. O problema é que a versão de Willem que Allyson conheceu não é a versão completa, com direito a bugs e dramas familiares. Neste livro, temos a oportunidade de acompanhar, na íntegra, os passos de Willem após o desencontro que tanto nos devastou em Apenas um dia. A dúvida levantada por Allyson anteriormente é finalmente esclarecida para o leitor, mas nem isso é capaz de nos preparar para a jornada de Willem, que agora passa pela Índia, México e, bem, pela Holanda. Assim como o livro anterior, a maior jornada dos personagens é a do autoconhecimento, proporcionada após muita perda, solidão e necessidade de compreensão.

Vamos lá, eu realmente desejei um final romântico para ambos os livros e não posso negar que mesmo diferente, a história chega lá. Não da forma como imaginamos, no entanto. Willem é uma pessoa mais ativa e, por isso, nos leva a lugares bem mais interessantes. Ele faz de tudo para se encontrar, até mesmo encarar o lugar que ele evita há mais de dois anos. Ao contrário do que se possa supor, não se trata exatamente de uma sequência para Apenas um dia, mas uma história paralela ao livro anterior, iniciada no ponto mais agustiante de Apenas um dia. Apenas um ano é, para mim, bem mais emocionante, pois Willem é um personagem muito denso e com uma carga emocional muito mais pesada do que a de Allyson. Bom, resumindo, não dá para não amar essa versão.

A diagramação é bem típica da editora, com uma ótima revisão. A capa segue o mesmo padrão de Se Eu Ficar, embora Apenas um dia tenha sido lançado com uma capa de outro estilo e, posteriormente, alterada para a atual, parecida com a de Apenas um ano. Ambas são bonitas, então nem preciso comentar. O livro é recomendado a todos que desejem uma leitura tranquila e inspiradora.

Às vezes o destino ou a vida, ou seja lá como queira chamá-lo, deixa a porta entreaberta e você simplesmente entra. Mas, às vezes, ela tranca a porta e é preciso encontrar a chave, ou arrancar o cadeado, ou colocar a porcaria da coisa para baixo. E, outras vezes, ele mesmo lhe mostra a porta, e é necessário construí-la por conta própria.”

21 comentários:

  1. Eu ainda não li o primeiro livro então não posso dizer que vou ler esse, hehe.
    Mas a resenha me interessou bastante *_*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. esse é ainda melhor, então se quiser começar por ele, não acho que atrapalhe, mas precisa ler os 2 :)

      Excluir
  2. Eu amo gayle formam. Amei se eu ficar, amei mais ainda com o filme, claro. Amei apenas um dia e vou começar apenas um ano essa semana. Nao da pra nao ler o pov do wilem!!! bjux

    bea

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Willem arrasa, ne? A versão dele é mesmo muito mais interessante, acredite!

      Excluir
  3. Oi!
    Ainda não li o primeiro por isso ainda não li o segundo mas essa duologia parece ser ótima, adorei If i stay. Abraço
    Leitura Fora De Série

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Recomendo os 2 mesmo, um completa o outro, mas são independentes (na minha opinião) e acho bem melhor que if i stay, já que o drama é mais palpável :)

      Excluir
  4. Oi Camila, não gosto muito do mesmo livro sendo contado na perspectiva de outra pessoa, a não ser que seja o POV de um antagonista, o que tornaria mais interessante a história. Então eu acho que ficaria apenas com 1 dos livros.
    Abç,
    Boo Nina
    http://www.rascunhocomcafe.com/2015/06/reconstruindo-amelia-entre-historia.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OLha, você tem uma ótima ideia, rs. Concordo que a mesma história de pontos de vista diferentes acaba soando repetitiva, mas não é o caso aqui, já que este personagem é beem interessante e, praticamente não viveu quase nada da história contada pelo outro :)

      Excluir
  5. Eu ainda quero ler alguma estória dessa autora..
    Mas estou mais interessada no último que ela lançou..
    Apesar de ter achado esse bem legal também.
    Estou muito curiosa pra saber se a escrita dela é tudo isso mesmo.. hahaha


    Beijos
    O Outro Lado da Raposa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, também quero ler mais para avaliar o geral, rs :)

      Excluir
  6. Raramente leio resenhas e vejo alguem falando mal dos livros da Forman. Acho que está mais que na hora de dar uma chance a autora. Me sinto na obrigação de ler os livros dela.

    Hhtp://porredelivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Oi Cá, sou totalmente suspeita para falar sobre Gayle Forman, tenho uma relação bem estranha com a autora, principalmente pq sempre acabo gostando muito mais dos protagonistas masculinos. O que mais gostei em Apenas um Ano foi justamente o fato de Willem ser um personagem mais complicado que Alysson, algo que me chamou atenção tbm foi ver a forma como ele se lembrava dela e como ela parece mais brilhante aos olhos dele do que realmente é. Tbm esperava por um desfecho diferente mas não me decepcionei com o que aconteceu, agora esperando desesperadamente por Apenas uma Noite http://blogliterata.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Juro que não sabia de Apenas um noite. To passada, mas feliz! :*

      Excluir
  8. Estou aqui em casa com o SE EU FICAR e PRA ONDE ELA FOI! ainda não li, mas pretendo ler em breve! Adoro as capas e Apenas um ano e se eu ficar... esse mosaico é tão é perfeito!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pra onde ela foi ainda preciso ler, tipo, muito !

      Excluir
  9. Como assim? No outro livro ele deixa ela é?! Porque se for assim, menina agora eu quero ler kkkkkk ou do contra mesmo. Mas sei lá, como falei na resenha do outro, não me interessa muito. A capa desse livro por exemplo me lembra daquela novela sete vidas, que meu Deus é chata que só. Então este eu passo.

    Inquietudes Secretas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. haha, mais ou menos! Assim, você pode não curtir, mas até que não é chato não, só é mais lento mesmo :)

      Excluir
  10. Ahhh...esse livro preciso ler, pq o outro eu fica louca com o final!!!!
    A história dos dois é interessante, li sem pretensão nenhuma e realmente se saiu melhor do que eu esperava também. Recomendo, mas precisa emendar um livro no outro, senao fica doida igual eu...hahaha
    Já está na meta de compra do mês!
    Bjus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Compreiiii!! hahaha..comentei ontem e hoje ja nao aguentei! =)

      Excluir
    2. o/// que bom!
      realmente, olha, o Willem é tudo de bom, vale a pena ver o ponto de vista dele :)

      Excluir

Gostou do post? Por que não faz um comentário e deixa uma blogueira feliz? :)