Resenha: Silver – Lilac #2 – Deise Müller


"Tente fazer com que me lembre de que amo vocês."

A simples nota já estava amassada e desgastada dentro do punho cerrado de Craft, mas involuntariamente, ele se via desdobrando-a e relendo. As palavras eram como ácido em seu cérebro. Passaram-se semanas desde que o rei Domovoi acordara sozinho em seu majestoso quarto, carregando no bolso o anel de noivado dela. A mulher que ama, no entanto, havia desaparecido. Ela sacrificou-se para salvá-lo e, no processo, perdeu sua própria alma. Apesar de ter jurado nunca parar de procurá-la, Craft estava começando a perder as esperanças de que um dia voltaria a ser feliz. Foi quando o telefone tocou. Megan foi encontrada... A felicidade, no entanto, ainda não estava garantida. Além de correr contra o tempo para salvar a alma – e o corpo – de Meg, Craft, sua família e amigos agora também precisam enfrentar, juntos, uma ameaça muito mais poderosa do que todos eles. Poderosos demônios que planejam iniciar o apocalipse exigem a vida de Delion em troca da vida de Meg e, além da terrível escolha, Craft Domovoi precisa encontrar uma forma de impedir o fim do mundo. Em meio ao caos em Los Angeles e a dor de ter que encarar uma Megan demoníaca, eles terão uma surpresa que trará tanto alegria quanto desespero… e que poderá mudar o destino do mundo. Um demônio recém-surgido… Amores impossíveis… E um planeta condenado. O amor realmente supera tudo?



Silver é a irresistível sequência do romance sobrenatural nacional Lilac, escrito pela autora Deise Müller e publicado pela Literata. Neste volume, uma guerra épica e demoníaca se aproxima, assim como os piores pesadelos dos feiticeiros. Em Lilac, após uma série de descobertas, Megan se descobre detentora de um grande poder. Além de se envolver com o líder do poderoso clã de feiticeiros Domovoi, Megan também sente o peso da responsabilidade pela magia que une seus mundos. Infelizmente, ela acaba fazendo uma escolha, ao tentar salvar a vida de seu amor, o que lhe dá uma estranha passagem para o inferno e um retorno sangrento e demoníaco. É assim que termina o primeiro livro, Lilac. (Resenha aqui)

Em Silver, conhecemos a Megan súcubo, praticamente inabitada de amor e compaixão. Como a líder/rainha do clã dos súcubos de Los Angeles, tudo o que ela quer é se alimentar, explorar a luxúria e esquecer as malditas memórias da antiga Meg, que parece ter vivido um conto de fadas ao lado de um feiticeiro maravilhoso e sua família. Ao mesmo tempo, Craft, o tal feiticeiro, está à sua procura e em busca de uma cura para seu atual estado demoníaco. O problema maior é que esta não é a única preocupação dos clãs. Na verdade, alguns demônios poderosos estão planejando algo grande e assustador para o mundo, algo que põe em risco, não só a vida humana, mas a de todos os seres sobrenaturais que habitam a Terra. Logo, contra a sua vontade, Meg está de volta ao clã Domovoi para tentar resolver tudo o que puder antes que tudo acabe.
 

Por mais que me envergonhe admitir, eu quis fugir. A visão daqueles olhos prateados me paralisou. A feiticeira em minha mente poderia ter assumido o controle do meu corpo se dependesse do quão forte ela lutava para alcançá-lo.”


O livro é narrado, em boa parte da história, sob o ponto de vista de Megan, mas também possui vários trechos sob outros pontos de vista, incluindo o de Craft. O início é um pouco devagar, pois nos apresenta à nova vida de Meg, ao se tornar rainha súcubo. Ao mesmo tempo, testemunhamos a busca de Craft e a situação de outros personagens. No entanto, a história ganha um fôlego novo assim que os dois se encontram, pois daí em diante uma série de acontecimentos se desenrola, com novas informações e um rumo bem sinistro. Definitivamente, assim que o grupo de feiticeiros, súcubos e bruxas se une, o trabalho dos demônios acaba de ser dificultado. A história ganha um ritmo totalmente novo e alucinante, com muita ação e momentos estranhamente românticos. 
 

Posso dizer que gostei ainda mais do rumo que a história tomou, assim como do aprofundamento na vida de outros personagens. Nem mesmo o rei Fergus (que em Lilac se mostrou um cara bem ranzinza) se salvou do romance, algo que me rendeu boas risadas. Delion, irmão de Craft, também recebeu sua cota de surpresas, nem todas agradáveis, infelizmente. Ao final, a única certeza que os clãs envolvidos possui é a de que precisam permanecer unidos para a verdadeira guerra que está por vir. A sequência já é muito bem vinda à minha estante. Espero que não demore, pois o final, mais uma vez, deixou aquele gostinho de “preciso da sequência, agora!”.



Gostaria de agradecer à Deise Müller pela parceria e parabenizá-la por uma obra tão digna. Assim que tivermos notícias a respeito, divulgarei aqui, com toda certeza.



- É, pessoal, mas precisamos ficar fortes e unidos enquanto pensamos em uma solução (…) A escuridão se aproxima...

Dito isso, ouvimos a primeira explosão nos portões.”

5 comentários:

  1. Ja ouvi falar de lilac mas ainda nao tive a oportunidade de ler. Parece legal, mas ando saturado com estorias sobrenaturais porque estão muito repetitivas. Vou dar uma chance a esse, por ser nacional, adoro conhecer autores brasileiros. Abç

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade, não acho que seja mais do mesmo. É uma narrativa bem diferente :)

      Excluir
  2. Gostei da capa, hehe, despertou o meu interesse

    ResponderExcluir
  3. Oi :D

    Ainda não li Lilac, mas confesso que estou bem curiosa! A premissa do livro me encantou bastante! Li sua resenha meio por cima para não pegar spoiler, mas já percebi que esse é tão fascinante quanto o outro.
    Ah, amei essa capa, mas em relação a outra ela deixou a desejar ..
    Bjs :*

    ResponderExcluir
  4. Camy, meu Deus, suas resenhas me deixam sem fôlego!!! E não só as dos meus livros. O Times está te perdendo ^^ Muito obrigada! Amei cada linha! Você não tem noção de como eu estava preocupada com a dinâmica desse livro, mas se ela passou no seu teste de qualidade, então considero missão cumprida! <3 Muito obrigada pelo carinho e parceria, não vejo a hora de ler a resenha de Darkness, que, por sinal, sairá em e-book ainda esse semestre.
    Um suuuuper beijo cheio de magia para você e seus leitores lindos!
    The Darkness is coming!

    ResponderExcluir

Gostou do post? Por que não faz um comentário e deixa uma blogueira feliz? :)